Xangô
Xangô
idioma: Português (Brasil)
categoria: Religiões e Crenças
tipo: público
criada em: 30 de agosto de 2004
local: Brasil
privacidade: público
KÁWO-KABIESILE
CORES: VERMELHO E BRANCO OU MARROM (CANDOMBLÉ E BATUQUE)
DIAS DA SEMANA: TERÇA-FEIRA (BATUQUE) QUARTA-FEIRA (CAMDOMBLÉ)
DOMÍNIOS: PEDREIRAS, RAIOS, TROVÃO, FOGO.
ADORNOS: OXÉ, MACHADO DUPLO DE DOIS CORTES LATERAIS, FEITO E ESCULPIDO EM MADEIRA.
AXÉ (FORCA EMANADA): JUSTIÇA.

Oferendas: Amalá.
Deus do raio, do trovão, da justiça e do fogo. É um orixá temido e respeitado, é viril e violento, porém justiceiro. Costuma se dizer que Xangô castiga os mentirosos, os ladrões e malfeitores. Seu símbolo principal é o machado de dois gumes e a balança ,símbolo da justiça. Tudo que se refere a estudos, a justiça, demandas judiciais, ao direito, contratos, pertencem a xangô. Ambicioso, chega ao poder destronando seu meio irmão Ajaka. Passa, então, a reinar com autoritarismo e tirania, não admitindo que sua atitudes fossem contestadas, o que possivelmente levou-o a cometer injustiças em suas decisões. Usa o poder do fogo como seu símbolo de respeito.